Cortes de custos podem aumentar em até 50% o lucro da escola

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Você saberia dizer sem consultar, todos os fornecedores, custos fixos e variáveis da sua escola? Pois é, no geral os gestores não possuem este controle claro, e acumulam despesas desnecessárias, muitas vezes absurdas, drenando silenciosamente o lucro final da empresa.

O Princípio de Pareto se aplica na gestão financeira, onde basicamente dizemos que, 80% das despesas estão concentradas em 20% dos fornecedores ou itens da lista, o que facilita muito na hora de rever cortes.

O Diagnóstico Financeiro é importante pois avalia todos estes dados e no geral, encontra vários itens plausíveis de corte.

Nas dezenas de escolas atendidas, verificamos itens curiosos como superfaturamentos de serviços, como marketing digital, assessorias, fornecedores supérfluos, e principalmente folha de pagamento inchada.

A folha é um dos itens mais sensíveis da organização, e deve ser tratada com extremo cuidado, pois cortar funcionários ou reduzir salários e benefícios se torna extremamente difícil de ser executado.

Ainda temos outro ponto de ação importante, o planejamento tributário, pois muitas vezes com medo faz a instituição pagar a mais do que deve, devido as alternativas dispostas. Entender os regimes tributários, como SIMPLES NACIONAL, LUCRO REAL e PRESUMIDO, precisa ser algo com extremo conhecimento dos números internos da empresa, chegando a melhor situação possível.

Portanto para chegar a um resultado surrpreendente para 2018, inicie sua análise de despesas e faça o diagnóstico financeiro da escola, tenho certeza que muitas noites sem sono serão deixadas para trás.

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Search